vivendo intensamente apesar de...

  • Deus é maravilhoso, mesmo quando somos negligentes ...
  • Entregar e confiar...
  • Ele dá a paz que excede todo o entendimento...

Preconceito com uma doença grave

Há dois anos, atingi os cento e vinte e seis quilos devido ao corre do trabalho e fatalmente o sedentarismo me pegou pela rotina.

Levantava de manhã, sentava para tomar café, sentava no carro para a empresa, trabalhava sentado, parava para almoçar indo de carro ao restaurante, almoçava sentado, voltava de carro para a empresa, continuava a trabalhar sentado, ao terminar o expediente ia me preparando para pegar aquele congestionamento de duas horas para chegar ao flat, logicamente sentado no carro, jantava sentado e ao descansar no sofá adormecia assistindo o jornal. Que rotina perversa com a minha saúde.

Quando deparei com o coração batendo acelerado e a necessidade de reformar o guarda roupa para uma numeração maior, parei e refleti, puxa, na minha juventude sempre pratiquei esportes, depois que parei só restou como herança o apetite e o efeito colateral nada agradável. Está na hora de rever meu modus operandi e tomar uma atitude radical.

Pois bem, comecei pelo café da manhã alterando com a introdução de frutas, granola, aveia, linhaça e outros produtos que colaboram contra o colesterol ruim e contra as gorduras nas coronárias. Elaborei uma redução gradual no peso do almoço, das oitocentas gramas ingeridas diariamente fui baixando cem gramas a cada bimestre e colorindo os pratos o máximo possível, acrescentei uma fruta entre os intervalos e troquei o jantar farto por um lanche simples com frutas e sucos naturais.

Para auxiliar a boa alimentação, voltei para a academia com frequência de uma vez por semana, pedalando por uma hora, fazendo abdominais, flexões e puxando alguns pesos para fortalecer os ombros e as pernas com relaxamento na piscina. Ninguém é de ferro, né! E nos finais de semana voltei a surfar.

Com essa atitude, no primeiro ano, reduzi treze quilos e melhorei sensivelmente a massa muscular, e mantendo essa rotina até hoje, que perfaz o segundo ano, atingi os cento e oito quilos e um fato importante, consegui reduzir a circunferência da barriga em quatorze centímetros outro foco que ataquei para evitar um diabetes futuro.

Depois de toda essa saga, com o tempo que obtive com a mudança para Ubatuba consegui ir ao dermatologista, identificar um melanoma, retirar o tumor e me preparar para um tratamento, seja lá como for, e ao encontrar amigos que ficaram sabendo da doença, se dirigem a mim com aquela cara de desconsolo, comentando..... Nossa como você emagreceu com o câncer!

Que preconceito bobo, nem sabem da luta que tive que travar para chegar nesse peso, e a gente sempre espera uma força positiva que nos levante o moral, mas tem pessoas que não tem a menor sensibilidade no trato de uma amigo com uma doença grave, por serem leigos no assunto e por não conhecerem o poder que Deus exerce através de nossa fé.

Já estou orando por esses amigos. Que Deus possa abençoá-los em sabedoria.
 
 
comentários: 15 Postar um comentário

Ai Tatá, tive que rir... brincadeira mano... Povo sem noção total não é? Imagino o que você não tem ouvido...

\o/

Olá Tata...de gente sem noção eu estou rodeada, e pior, "irmãos"...

Guenta firme. Eu acho que as pessoas não devem pensar, pelas nóias que eu ouço, penso que o povo abre a boca no automático, cara!!!

O negócio é ter pena.

Mas ó, mudando de assunto, vou me encorajar e dar uma repensada na minha dieta, até porque gosto de granola e esses lances aí, as vezes até por preguiça a gente acaba encarando um pão francês, que é zero em termos de alimentação.

Deus está me dando a chance de mudar tudo isso, e eu lendo aqui me dei conta de que não estou aproveitando. Valeus!

...heheeee... afinal, somos Dalits (?!?)....e eles sempre perseguirão os que não estão debaixo das castas ...kkkkkkkkkkk




bjusssssss

Tatá

Essa situação é tão nova pra todos nós, que ficamos sem saber como reagir e acabamos falando bobagem do tipo "a doença te fez emagrecer" - como o Chávez, perdemos a oportunidade de ficar calados.

Mas agora que estamos do outro lado, podemos ajudar essas "outras" (sem ser preconceituosa! rs rs rs)pessoas a melhorar a percepção, falando pra elas exatamente o que estamos sentindo com a fala delas, o que nos desagrada e o que nos faz bem.

Sou pedagoga de formação. Nunca trabalhei como tal, mas gosto sempre de aproveitar qualquer situação para ensinar, pra melhorar a vida.E esta é uma delas.

Beijo grande pra você!

Talita

Essa vitória da sua disciplina falará sempre mais alto. E a sua fé com certeza será fortalecida - como de fato já está.

Continue a contar com os irmãos (este aqui meio fajutão - mas mano [e corinthiano eu sou ... he he] e de vez em quando presente). O gostoso é ver o Corpo de Cristo nessa fraternidade imensa.

Fique na paz!!

Bom dia, Tatá, como vão as coisas? Não temos tido notícias suas. Você já veio a São Paulo? Quais as novidades no seu tratamento?

Li que o Instituto Butantã tem tido ótimos resultados com o uso de veneno de jararaca para a cura do melanoma. Você tem alguma notícia sobre isso?

Iniciei um novo caminho no enfrentamento deste tempo: a gratidão. Comecei a contar as bênçãos, de tal forma que encontre um número maior de bênçãos que de preocupações. Fiz uma postagem sobre isso, hoje. Dê uma passada por lá.

Um grande abraço!

Talita

Eu tb desde o comeco deste ano mudei o meu sistema alimentar e o resultado sao 5 kg menos. Também a base de muita fruta, legumes cozidos no vapor, peixe e muito cereal.

Boa saúde para nós entao e vida longa!!!

Meu querido irmao!
Tenho até coisa sui-generis para te relatar. Um dia uma irma na fé, me perguntou porque Deus havia me curado e nao curado fulana, que era nossa amiga. Perguntava muito brava, sem se conformar. Eu lhe disse que era melhor perguntar para Deus.
Nao devemos tomar mesmo conhecimento e orar sempre, claro.

Sou adepta da comida natural e sou vegetariana ha muitos anos, e quando da ocasiao da minha doenca, os médicos cansaram de falar que passei muito bem com os tratamentos de quimio, radio e eliminacao total dos tumores (3)por causa da minha alimentacao integral. Mas primeiro reconheceram o milagre de Cristo, glórias a Deus.
O teu testemunho também é muito edificante. Vais ter muito o que falar por aí!!!! É testemunho adhonepiano!! Voces participam da Adhonep aí em Ubatuba??
Qualquer dia destes, quando retornar ao Brasil, vou visitar voces, tu e Alice!
beijos para todos!
Glorificado seja o nome do Senhor pela tua vida!!

Tatá, veja pelo lado bom, melhor ouvir isto do que ser surdo...

E parece que as pessoas ficam sem saber o que falar e saem com estas pérolas...

Bjs e força!!!
Quero ver e ouvir falar muito da sua vitória!!! Da nossa vitória!!!

bjs mudos e sinceros...

Tatá, desculpe a enxurrada de comentários no seu post, mas não tenho outro meio de comunicação com você e queria muito dizer que o Tonho fez a 1ª quimio hoje e já saiu de lá muito melhor.

Saiu sorrindo, resgatou uma alegria temporáriamente perdida, veio cheio de esperança e até apostando que não vai perder cabelo! Isso é brincadeirinha dele, mas reflete o seu otimismo.

Nossa terapia da GRATIDÃO tem funcionado, a cada dia descobrimos muitas coisas boas, "apesar de".

Somos gratos ao nosso Pai amoroso e cuidador, e você continua nas nossas orações, carinhosamente.

Beijo pra você

Talita

Tatá, sou uma invasora no blog da Bete, e vim invadir solidariamente, o seu hoje. Junto com a reforma do seu guarda roupas vc passou pela reforma da alma, sei porque passamos por isso com minha irmã e hoje com meu pai em estado crítico no hospital por conta de um tumor, daqueles mal humorados mesmo. Mas outros que nunca passaram e nem sentiram o preconceito e os efeitos do tratamento que essa doença provoca no outro, nem imaginam o que dizer, e, simplesmente dizem, sem sentir. Eles deixam de crescer, e nós, temos que nos tornar gigantes. Linda foto de vocês! Ah! O amor, sorte de quem o tem! Sorte e saúde no tratamento!
Roseli

Passando para saber de você...

Abracos em vocês

http://tsarphatah.blogspot.com/2009/03/doce-consolacao.html

Oi, Tatá!

Estava em falta com você, mas te achando muito quietinho...e quando percebo, vocês estavam aqui pertinho de mim!

Moro relativamente perto do Hospital São Paulo. :)

Fiquei feliz com as notícias que a Betinha nos trouxe, e espero que tudo esteja bem!

Adorei este teu post (que só li inteiro hoje), principalmente porque ando um pouco "de mal" com a balança nestes últimos dias...

Acho que preciso fazer esta mudança gradativa que você fez!

beijinhos,

neli

"Ainda que um exército se acampe contra mim, nao se atemorizará o meu coracao; e, se estourar contra mim a guerra, ainda assim terei confianca." Sal 27.2
Deixo carinhos cristaos a ti, e a família.